sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Possibilidade de chuva para o Algarve


O distrito de Faro está hoje sob aviso amarelo, o segundo menos grave de uma escala de quatro, devido à possibilidade de aguaceiros por vezes fortes, informa o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).



De acordo com o IPMA, o distrito de Faro vai estar sob aviso amarelo devido à possibilidade de chuva ou aguaceiros por vezes fortes de granizo e acompanhados de trovoadas e rajadas fortes entre as 12h00 de hoje e as 17h59 de sábado.

O IPMA prevê para hoje nas regiões do norte e centro céu pouco nublado ou limpo, vento em geral fraco de leste, soprando moderado de nordeste nas terras altas até ao final da manhã, sendo temporariamente moderado de noroeste no litoral durante a tarde.

No sul, a previsão aponta para céu pouco nublado, apresentando períodos de muito nublado no Baixo Alentejo e Algarve a partir do meio da manhã, condições favoráveis à ocorrência de aguaceiros a partir da tarde nas mesmas regiões, por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoada e rajadas fortes.

Em Lisboa, Leiria, Coimbra, Portalegre e Beja prevê-se uma temperatura máxima de 33 graus Celsius, em Faro 27, no Porto 30, Évora 35, Castelo Branco 32, Funchal 24, Ponta Delgada e Angra do Heroísmo 25 e Santa Cruz das Flores vinte e seis.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Cinemas no AlgarveShopping reabrem a 22 de agosto

As nove salas de cinema do AlgarveShopping reabrem no dia 22 de agosto com a marca CINEPLACE. A reabertura dos cinemas no AlgarveShopping assinala a estreia em Portugal do Grupo Orient, o novo operador de cinema que vai reabrir as salas dos restantes 9 centros comerciais da Sonae Sierra com a marca CINEPLACE.


A Sonae Sierra e o Grupo Orient anunciaram o acordo para a exploração das salas de cinema de dez centros comerciais no passado dia 06 de agosto. A abertura dos complexos nos dez centros comerciais irá ser faseada na medida em que os diferentes processos necessários para a abertura estejam concluídos, sendo objetivo das duas empresas ter todas as salas a operar até ao final de 2013.

Além do AlgarveShopping, o Grupo Orient vai reabrir as salas de cinema do Parque Atlântico, Centro Comercial Continente de Portimão, Estação Viana, LeiriaShopping, LoureShopping, MadeiraShopping, RioSul Shopping, Serra Shopping e 8ª Avenida.

Até ao momento, o Grupo Orient contratou 14 colaboradores para os cinemas do AlgarveShopping. Está previsto o mesmo número de sessões que anteriormente, sendo que a 1ª arranca às 13:00 horas. Haverá sessão da meia-noite à 6ª feira, sábado e véspera de feriado.

Para Carla Martins, diretora do AlgarveShopping, “é com grande satisfação que anunciamos a reabertura das salas de cinema, proporcionando uma oferta comercial e de lazer diversificada no AlgarveShopping, além de constituir uma importante mais valia para a região do Algarve.”

O Grupo Orient é um importante operador com presença no mercado Brasileiro há mais de 20 anos e no mercado Angolano há 6 anos, sendo uma referência em qualidade, tecnologia e sinónimo de programação inteligente e bem elaborada. O Grupo é líder no mercado de exibição de filmes no nordeste do Brasil, e está entre as 20 maiores empresas do ramo no Brasil com uma presença constante no Box office das 5 maiores bilheteiras. Em 2012 a empresa teve uma faturação global de cerca de €30 milhões, e mais de 4,5 milhões de espetadores nas suas salas. O Grupo Orient inclui as empresas UCI ORIENTE, ORIENTE CINEMAS e CINEPLACE tendo iniciado em 2007 um processo de internacionalização em África, tendo já uma interessante posição em Angola, e aposta agora na entrada em Portugal através dos centros comerciais da Sonae Sierra.

domingo, 7 de julho de 2013

Continua o calor e o vento no Algarve

Vento moderado (20 a 30 km/h) de leste no litoral sul e nas terras altas do Algarve, em especial até ao final da manhã, é a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera para este domingo, dia em que também vai continuar o tempo quente com céu pouco nublado ou limpo.


Apesar do calor, o Algarve continua a ser a região de Portugal com as temperaturas mais suportáveis. Assim, as máximas deverão atingir hoje 42ºC em Évora, 41ºC em Beja, 39ºC em Lisboa, 35ºC em Sines, 32ºC em Faro e 30ºC em Sagres. Alcoutim continua a ser a localidade algarvia com a máxima mais alta prevista: 39ºC.

Com tanto calor, apetece praia e as condições são ótimas, apesar de o IMPA manter o alerta amarelo para a costa sul algarvia, devido às ondas de sueste com 2 metros, diminuindo para 1 a 1,5 metros a partir da tarde. Na costa sul, a temperatura da água é de 22ºC.

Mesmo na costa Ocidental, que apresenta ondas de noroeste com 1 a 1,5 metros, no sul a temperatura da água do mar está a uns bem agradáveis 19ºC. 

Entretanto, o IPMA mantém também os avisos Laranja para os distritos de Beja, Évora e Setúbal, devido ao calor. Este domingo, não há nenhum distrito com alerta Vermelho. 

O tempo vai manter-se quente até dia 8 de Julho, segunda-feira, embora já com uma pequena descida das temperaturas máximas nas regiões do litoral norte e centro. 

No dia 9, as temperaturas mínimas e máximas continuarão a descer no litoral norte e centro e no dia 10 as temperaturas já serão mais baixas, só atingindo valores máximos de 37 graus no Alentejo. 

Praias do nosso Algarve - Praia Dona Ana

O acesso à praia desemboca num pequeno miradouro de onde se podem contemplar as curiosas formações rochosas carbonatadas esculpidas pelas águas doces e salgadas: ravinamentos, leixões, restos de algares e grutas. 


Nos leixões dispersos pelo horizonte brilham inúmeros pontos brancos: gaivotas, garças ou guinchos repousam nestas plataformas sobranceiras ao mar. Plantas com adaptações especiais à salsugem, como a barrilha ou a salgadeira, revestem as paredes rochosas formando enormes arbustos. O areal desdobra-se em reentrâncias geradas pelo recorte da arriba, proporcionando recantos resguardados aos banhistas.



Já dentro de água, um passeio de máscara e barbatanas revela um colorido diferente: algas, anémonas, estrelas-do-mar, ouriços, camarões ou cardumes de pequenos peixes, povoam os blocos rochosas imersos. É possível percorrer um trilho pelo topo da arriba, a nascente da praia, alcançando a Praia do Pinhão. A D. Ana é uma praia afamada e muito frequentada, possuindo vários equipamentos turísticos na sua envolvente.


Nota: Uma vez que existe a possibilidade de ocorrer desprendimento de pedras, recomenda-se atenção à faixa junto das arribas.

Acesso: Viário alcatroado a partir de Lagos, subindo a Av. dos Descobrimento e virando à esquerda na rotunda junto ao Quartel dos Bombeiros, seguindo na direcção da Ponta da Piedade. A Praia D. Ana está sinalizada. Estacionamento amplo e ordenado. Diversos equipamentos de apoio (restaurantes e WC) e vigilância na época balnear. Orientação: sudeste.

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Gastronomia Algarvia - Perdizes com Amêijoas na Cataplana

Ingredientes:
Para 4 pessoas
  • 2 perdizes (tenras) ;
  • 3 dentes de alho;
  • 150 g manteiga ;
  • 2 dl de vinho do Porto seco ;
  • 3 dl de vinho branco seco ;
  • 500 g de amêijoas ;
  • 1 folha de louro ;
  • 1 ramo de salsa ;
  • sal q.b. ;
  • piripiri q.b.



Confecção:
Depene as perdizes, limpe bem das tripas e do sangue, lavando em água fria.
Descasque os alhos e esmague-os.
Leve a a cataplana ao lume, deite dentro a manteiga, os alhos esmagados e a folha de louro.
Lave a amêijoas em água fria. Coloque num tacho e cubra com água do mar ou com água doce com sal
Corte as perdizes ao meio e core na cataplana dos dois lados. Tempere com sal e piripiri. Adicione os vinhos e um pouco de água.
Feche a cataplana hermeticamente e deixe cozer.
Retire as amêijoas da água salgada e lave-as novamente.
Quando as perdizes estiverem prontas, abra a cataplana e deite dentro as amêijoas. Feche novamente e deixe ferver cera de 5 minutos.
Sirva na própria cataplana.

Conselho: 
As amêijoas não devem cozinhar demais, para não perderem a apresentação e se tornarem duras.

Praias do Algarve passam a ter postos de enfermagem a partir desta segunda-feira

Os cuidados prestados nos postos de praia vão ser taxados, “na sequência da implementação do novo regime de taxas moderadoras do Serviço Nacional de Saúde”, advertiu a Administração Regional de Saúde.


Os turistas em férias no Algarve vão contar, a partir desta segunda-feira e até 15 de Setembro, com cuidados de enfermagem em 32 postos de praia distribuídos pela costa sul de Portugal, anunciou a Administração Regional de Saúde (ARS).

Com o Plano de Verão, a ARS do Algarve pretende, no âmbito de um protocolo com a Cruz Vermelha Portuguesa, “assegurar cuidados de saúde de enfermagem e dar resposta a situações clínicas que possam ser tratadas no local”, explicou a autoridade de saúde regional em comunicado.

Os cuidados prestados nos postos de praia vão este ano ser taxados, “na sequência da implementação do novo regime de taxas moderadoras do Serviço Nacional de Saúde”, advertiu a ARS.

Os enfermeiros que prestam serviço nos postos podem também, se a situação justificar, encaminhar o utente para “uma unidade de saúde mais adequada”, acrescentou a ARS do Algarve, que quer “reforçar a prestação de cuidados de saúde na região” e ter uma assistência “célere, eficaz, eficiente e de qualidade” para visitantes portugueses e estrangeiros em férias. “As prestações de cuidados de saúde assumem uma relevância especialmente importante nestes meses de maior fluxo populacional, tornando-se indispensável criar as condições necessárias para garantir um atendimento de qualidade a todos os utentes, tanto aos residentes como aos turistas que nos visitam”, frisou a ARS.

Os postos de praia estão abertos das 10h30 às 19h30. A maioria vai funcionar até 31 de Agosto, mas 11 vão manter a actividade até 15 de Setembro. Traumatismos por quedas, escoriações, equimoses, picadas de peixe-aranha, golpes de calor, queimaduras solares e indisposições, resultantes de abusos de exposição ao sol, são algumas das principais ocorrências registadas todos os anos nos postos.

A ARS do Algarve anunciou também a criação de consultas de apoio a turistas com doenças agudas não emergentes ou crónicas, disponibilizando cuidados de saúde ou renovando receitas, durante os meses de Verão, nos centros de saúde e hospitais públicos da região.

A Rede de Urgência Hospitalar da Região do Algarve conta com quatro Serviços de Urgência Básicos (SUB) - Lagos, Albufeira, Loulé e Vila Real de Santo António - e com dois Serviços de Urgência Hospitalares - Portimão e Faro - abertos 24 horas.


domingo, 30 de junho de 2013

Promoções aumentam número de turistas no Algarve

O lançamento de promoções e a criatividade dos empresários da hotelaria e turismo estão a contribuir para aumentar este ano o número de turistas no Algarve, comparativamente a 2012, admitiram à Lusa responsáveis do setor.


Uma das razões para o esperado aumento é a retoma de alguns dos principais mercados emissores de turistas para a região, como o Reino Unido, a Holanda e a Irlanda, disse à Lusa o presidente da maior associação hoteleira da região.

Contudo, de acordo com Elidérico Viegas, este aumento na ocupação não terá um reflexo direto no aumento das receitas, uma vez que os preços praticados pelos hotéis estão cada vez mais baixos, para atrair os turistas.

O presidente da Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) sublinha ainda que o mercado interno e espanhol vão continuar a descer, quebra que será compensada pelo aumento das estadias por parte de turistas estrangeiros.

Segundo Reinaldo Teixeira, empresário no setor imobiliário e de alojamento, apesar de se notar um decréscimo no tempo de estadia dos portugueses, estes deverão vir com maior frequência ao Algarve e menos para o estrangeiro.

O administrador da Garvetur afirma que as reservas para o verão estão a correr bem, muito em parte devido à criatividade dos empresários, que estão a lançar promoções em pacotes turísticos com várias áreas de oferta e não só alojamento.

O empresário acredita, ainda, que é preciso "vender" o Algarve durante todo o ano e não apenas no verão, para encurtar a época baixa, tentando conseguir ocupações mais significativas nos meses com menos afluência.

Os grandes "picos" do turismo algarvio continuam, contudo, a ser o mês de agosto e as épocas festivas, concluiu.


Canoísta algarvio Diogo Lopes sagra-se campeão europeu de juniores

O canoísta júnior Diogo Lopes sagrou-se hoje campeão da Europa no olímpico K1 200 metros, a única medalha de ouro obtida por Portugal nos Europeus que terminaram este domingo em Poznan, Polónia. 


O atleta do Kayak Clube Castores do Arade (Lagoa) foi o herói da equipa de 18 canoístas portugueses e, numa ventosa e bastante ondulada pista, no único dia em condições atmosféricas adversas, impôs-se em 37,745 segundos, deixando o letão Roberts Akmens a 380 milésimos e uma dupla composta pelo húngaro Balazs Birkas e o polaco Pawel Kaczmarek a 628. 

Diogo Lopes já tinha sido 14.º nos Europeus absolutos de Montemor-o-Velho, há duas semanas, e este ano venceu a Regata Internacional de Piestany, a prova jovem de referência internacional. 

Em 2012, o jovem canoísta lagoense tinha conquistado a medalha de bronze em K2 200 nos europeus, tendo sido 5.º em K1.


Portugal quer atrair alemães ao Algarve o ano todo

No ano passado, 10,6% dos turistas que visitaram Portugal vieram da Alemanha. Golf, passeios citadinos, turismo de natureza, segurança e a relação preço e qualidade, são os factores que mais atraem.


O aumento do número de ligações directas para o Algarve e o combate à sazonalidade no Inverno são dois dos principais desafios do Turismo de Portugal e da TAP para o mercado alemão.

Com um crescimento na ordem dos dois dígitos, o Turismo de Portugal acredita ser possível manter o crescimento de 10% na Alemanha, alcançado em 2012, e assim consolidar a posição como um dos mercados que mais procura Portugal para fazer férias.

"Aumentar a oferta de voos directos para o Algarve e posicionar a região como uma verdadeira e excelente alternativa aos destinos clássicos de Inverno, destacando o clima ameno, as excelentes condições de luminosidade", são alguns dos objectivos do Turismo de Portugal para o mercado alemão, disse à agência Lusa João Sampaio e Castro, responsável desta entidade na Alemanha.

A ideia é partilhada pelo director geral da TAP Portugal para a Alemanha e Áustria, Carlos Lourenço, que disse que um dos desafios da transportadora passa por "reverter a grande sazonalidade que existe para Portugal, em especial para o Algarve".

Golf, passeios citadinos, turismo de natureza, assim como a segurança e a relação preço e qualidade, são os factores que mais atraem os alemães a virem a Portugal, admitiu este responsável, salientando que a crise que afecta o país não teve nenhum impacto negativo junto dos turistas alemães.

"A forma como a crise económica tem sido enfrentada em Portugal continua a ser considerada na Alemanha como exemplar. Esta faceta traz bastante simpatia e solidariedade e os crescimentos registados, não só em 2012, como durante os primeiros quatro meses de 2013, são a plena demonstração do clima positivo como os turistas alemães encaram Portugal", afirmou Sampaio e Castro.

Em 2012, a Alemanha foi o segundo mercado a gerar mais dormidas em Portugal, atrás do Reino Unido, e o terceiro em número de hóspedes, logo atrás do Reino Unido e Espanha.

De acordo com os números do Instituto Nacional de Estatística sobre o turismo, no ano passado, 10,6% dos turistas que visitaram Portugal provieram da Alemanha.

Os dados recolhidos até Abril deste ano mostram que os alemães foram responsáveis por 12,8% das visitas a Portugal e cerca de 17% das dormidas.

Segundo Sampaio e Castro, o Turismo de Portugal tem várias acções previstas em 2013 para dinamizar a imagem de Portugal enquanto destino turístico na Alemanha, como as presenças nas feiras de turismo de Berlim e Frankfurt, formação de agentes de viagem e apresentações em várias cidades alemãs, em parceria com empresas e organismos portugueses ligados ao sector.



Praias do nosso Algarve - Praia da Cordoama

Esta é uma vasta praia, com areal a perder de vista para sul e para norte. A visão das arribas em sucessivos recortes, progressivamente mais nebulosos, é deslumbrante. 


Pela extensão da praia, e apesar de ser por vezes frequentada por escolas de surf e bodyboard, é sempre possível encontrar alguma tranquilidade. 
As arribas são altivas, atingindo mais de cem metros de altura, existindo nesta praia um morro, que constitui um miradouro natural, onde é frequente realizarem-se saltos de parapente. 


Nas paredes rochosas viradas a norte, vêem-se estratos esbranquiçados reluzentes, que mais não são que extensas coberturas de líquenes. Uma pequena linha de água corre por um barranco até ao areal. O cheiro a esteva é aqui intenso e nas pequenas dunas que se formam na praia é possível observar plantas como o estorno, o cardo-rolador ou o vistoso narciso-das-praias.


Notas: Na maré-cheia o areal torna-se estreito e poderão ocorrer deslizamentos de pedras, pelo que se recomenda fazer caminhadas entre as praias apenas em situação de baixa-mar. 

Acesso: Viário alcatroado a partir de Vila do Bispo (Mercado Municipal), seguindo na direcção das praias, a 4 Km. Após o cruzamento para a Praia do Castelejo, o caminho é de terra batida ao longo de cerca de 2 km. Estacionamento amplo mas não ordenado, com equipamentos de apoio (restaurante e WC) e vigilância na época balnear. Orientação: noroeste.

domingo, 23 de junho de 2013

Lua Cheia vai estar hoje à noite maior e mais brilhante

A Lua Cheia vai estar hoje maior e mais brilhante do que o habitual, fenómeno que só voltará a repetir-se, nas mesmas condições, dentro de 18 anos, segundo o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL).


Se o céu estiver limpo, a "Super Lua" pode ser visível entre as 21h06 (hora de Lisboa), quando nasce, e as 06h14 de segunda-feira, quando se põe.

O fenómeno acontece uma vez por ano, quando a fase de Lua Cheia ocorre perto do perigeu, ponto da órbita da Lua mais próximo da Terra. Nestas condições, a Lua Cheia é maior e mais brilhante.


Contudo, no domingo, o tamanho e o brilho da Lua Cheia será ainda maior, uma vez que a Lua Cheia estará mais perto do perigeu orbital, a 21 minutos de distância, explicou hoje à agência Lusa o diretor do OAL, Rui Agostinho, acrescentando que a "Super Lua" de 2013 só voltará a suceder dentro de 18 anos.

Segundo o OAL, a Lua Cheia terá, no domingo, um tamanho 14 por cento maior e será 30 por cento mais brilhante do que a Lua Cheia no apogeu, ponto da órbita da Lua mais distante da Terra.

Sem estas características, a Lua Cheia volta a estar mais próxima do perigeu, em 2014, mas numa data diferente, a 10 de agosto, dado que a órbita da Lua não é constante, assumindo a forma de uma elipse.

No domingo, a "Super Lua", como qualquer Lua Cheia, pode ser vista a olho nu, mas também com o auxílio de binóculos e telescópios. O Observatório Astronómico de Lisboa organiza, a partir das 20h30, uma sessão especial de observação, com entrada livre.

Na fase de Lua Cheia, em que a Lua está totalmente iluminada, são visíveis, com um telescópio, as crateras, os vales, os mares e as montanhas, embora certos detalhes à superfície, como a sombra projetada das montanhas na Lua, na transição de condição de iluminada para escura, só possam ser observados na fase de Quarto Crescente, apontou Rui Agostinho.

A Terra dista, em média, 384.400 quilómetros da Lua. No perigeu médio, a distância diminui para 363.100 quilómetros e no apogeu médio aumenta para 405.700 quilómetros, de acordo com o OAL.

O Observatório adianta que, no domingo, no momento em que a "Super Lua" estará mais próxima do horizonte, a partir das 21h06 (hora de Lisboa), o tamanho da Lua que os olhos veem será maior do que efetivamente é, não é o real.

"É um efeito ótico, uma construção do cérebro", assinalou Rui Agostinho.

Para o demonstrar, o diretor do Observatório Astronómico de Lisboa recorre a uma pequena experiência: se se olhar para a Lua Cheia quando estiver a nascer e tapar-se a metade debaixo com uma folha de papel, "o cérebro reduz o tamanho da Lua".


Primeira semana de verão espera 39 graus

A primeira semana depois do arranque do verão deve ver as temperaturas subirem para valores próximos dos 40 graus nalgumas zonas do continente, de acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).


Se no Algarve o IPMA prevê que a máxima atinja os 28 graus em Faro na segunda-feira -- e a água do mar os 19 -, Lisboa deverá verificar um aumento de oito graus face a hoje para um pico de 36 graus, o que faz com que o aviso amarelo devido ao calor hoje em vigor seja prolongado para o começo da semana.

Enquanto em Évora segunda-feira pode registar 38 graus, é no dia seguinte que se encontram os máximos previstos pelo IPMA para o continente durante esta semana, nos 39 graus.
A norte, o IPMA prevê 29 graus de máxima para o Porto no dia de São João e uma subida de um ponto para terça-feira, enquanto Braga poderá registar os 34 nesse dia e Viseu os 31 graus.

Na Beira Baixa, Castelo Branco deverá apresentar temperaturas máximas de 35 graus na terça-feira, com os valores a descerem a partir do dia seguinte, à semelhança do que se prevê que aconteça no resto do país.

No arquipélago da Madeira, a máxima da semana também deverá ser alcançada na terça-feira, com a previsão de que os termómetros atinjam os 27 graus no Funchal.

Já nos Açores, a ilha de São Miguel deverá ter um céu por vezes nublado nos primeiros dias da semana e uma temperatura máxima de 23 graus na terça-feira, abaixo dos 24 previstos para hoje.

O IPMA indicou, também, que, em termos de precipitação, esta semana deverá registar "valores abaixo do normal para todo o território". Todos os distritos de Portugal continental apresentam hoje risco "muito alto" de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o IPMA.

O IPMA informou, na sua página na Internet, que todas as regiões de Portugal estão com risco "muito alto", com excepção das ilhas açorianas de São Miguel, Santa Maria, Terceira e Graciosa.


sábado, 22 de junho de 2013

Praias do nosso Algarve - Praia do Monte Clérigo

Praia com vasto areal para norte e uma interessante plataforma rochosa no extremo sul, onde se podem observar diversos organismos marinhos na baixa-mar, desde caranguejos, estrelas-do-mar e polvos nas reentrâncias rochosas, a cardumes de sargos juvenis.


É também possível tomar banho nas diversas piscinas rochosas, a descoberto com o recuo da maré. Apesar da relativa exposição aos ventos de norte e oeste, os extremos do areal são abrigados. Para o interior encontram-se imponentes campos dunares, que ladeiam um bonito vale associado a uma linha de água efémera. Nesta praia existe uma pequena povoação constituída por casas de veraneio e um pinhal com parque de merendas. A descida para a praia proporciona uma fabulosa vista panorâmica.


Nota: É possível, apenas na baixa-mar, visitar outras praias que se situam para sul, e que se encontram alternadamente preenchidas ou por areia ou por calhau rolado. O recorte das arribas é muito curioso, mas poderá ocorrer deslizamento de pedras pelo que se recomenda atenção à faixa junto ás arribas.

Acesso: Viário alcatroado a partir da entrada sul de Aljezur (EN 120), seguindo no sentido de Monte Clérigo, que se situa a cerca de 7 km. Estacionamento ordenado, diversos equipamentos de apoio (restaurantes e WC) e vigilância durante a época balnear. A praia possui uma rede de passadiços de madeira e é Praia Acessível. Orientação: noroeste.

sábado, 15 de junho de 2013

Praias do nosso Algarve - Praia de Cacela Velha

A praia situa-se na Península de Cacela, que delimita a Ria Formosa a nascente. É assim possível chegar até aqui a pé, através da Manta Rota, mas o acesso preferencial é de barco, a partir do Sítio da Fábrica em Cacela Velha, não existindo porém qualquer cais de embarque nem carreiras regulares. Cacela Velha está rodeada por pomares de sequeiro que se estendem em colinas suaves até ao sapal. 


A povoação cresceu em torno duma nora medieval e oferece uma magnífica vista altaneira para a ria, junto ao Forte D. Paio Peres Correia. Atravessado o braço de ria, com os seus inúmeros viveiros de ostra e de amêijoa, o visitante depara-se com uma fina língua de areia, deserta e selvagem, que se estende até à Praia da Manta Rota. 


É na mais completa tranquilidade que se pode contemplar a rica flora dunar desta barreira arenosa, apenas interrompida nos locais onde o mar teima em galgar a muralha natural, e as inúmeras aves que nas dunas procuram refúgio e alimento, como os borrelhos, os garajaus, as andorinhas do mar, as gaivinas ou as chilretas.

Notas: De modo a contribuir para a preservação do local, o cordão dunar deverá ser atravessado utilizando os passadiços existentes.

Acesso: De barco a partir do Sítio da Fábrica em Cacela Velha (sinalizada e a cerca de 1.5 Km da EN 125). Estacionamento ordenado mas pequeno. Sem equipamentos de apoio ou vigilância. Orientação: sudeste

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Gastronomia Algarvia - Pescada Assada à Algarvia

Ingredientes:
Para 4 pessoas

800 grs de pescada ;
150 grs de cebola ;
2 dentes de alho ;
2 dl de azeite ;
1 ramo de salsa ;
15 grs de colorau ;
600 grs de couve-flor ;
1 dl de vinho branco seco ;
sal q.b. ;
pimenta q.b.



Confecção:
Amanhe a pescada e lave em água fria. Tempere com sal.
Descasque a cebola e corte ás rodas. Descasque, também, o alho e pique fino.
Num tabuleiro deite azeite e, sobre este, ponha a pescada. Por cima dela, deite o alho, a cebola, o colorau e a pimenta. Regue com o restante azeite e o vinho branco. Leve ao forno a assar.
Limpe a couve-flor e ponha-a em água fria. Em seguida, coza-a num tacho com água e sal.
Depois da pescada pronta, polvilhe com salsa picada. Guarneça com a couve-flor.

domingo, 9 de junho de 2013

Praias do nosso Algarve - Praia da Terra Estreita (St.ª Luzia)

Para nascente do Barril a Ilha de Tavira estreita-se, resultando numa língua de areia com não mais de 50m de largura, a chamada Terra Estreita ou Praia de St.ª Luzia, visto ser a partir desta pitoresca vila piscatória que se faz a travessia de barco.


O passeio pela ria vai mostrando os alcatruzes para a captura do polvo e as inúmeras embarcações locais de pesca artesanal, bem como a flora e a fauna típicas do sapal. O areal é vasto e mais deserto que nas praias vizinhas do Barril ou da Ilha de Tavira, proporcionando tranquilidade e isolamento. 


Nesta praia podem admirar-se as flores vistosas do narciso-das-areias e gozar os banhos cálidos de mar, sendo frequente durante o verão surgirem autênticas profusões de algas verdes junto à ilha, o que transmite a curiosa sensação de tomar banho dentro de uma sopa morna. De volta a St.ª Luzia, a bonita avenida marginal enquadrada pela ria oferece diversos restaurantes e tascas onde se pode apreciar o melhor marisco da ria, bem como pratos típicos como a estupeta de atum.

Notas: De modo a contribuir para a preservação do local, o cordão dunar deverá ser atravessado utilizando os passadiços existentes.

Acesso: De barco a partir de St.ª Luzia, sinalizada na EN 125 e a cerca de 3 Km do parque de estacionamento do Barril. Estacionamento amplo e ordenado. Equipamento de apoio (restaurante e WC) e vigilância durante a época balnear. Orientação: sudeste.

terça-feira, 28 de maio de 2013

Terras do nosso Algarve - Querença

A Aldeia de Querença situa-se num monte que dá o nome à freguesia e que se pode caracte-rizar pela transição entre o Barrocal e a Serra. As casas descem pela encosta em todas as direcções e o centro da aldeia encontra-se bem lá no alto, no largo da pequena e bonita igreja, orgulho das gentes de Querença.


A freguesia de Querença está situada no interior do concelho de Loulé. Abrange as zonas do Barrocal, Beira Serra e Serra. A área da freguesia é delimitada a norte pela freguesia de Salir, a Sul pelas freguesias de S. Sebastião e S. Clemente, a nascente pelo concelho de S. Brás de Alportel e a poente pela recentemente criada freguesia da Tor. Dista cerca de 11 Km da sede do concelho e 22 Km do litoral.

Em Querença residem 811 pessoas, a que se juntam muitos visitantes, atraídos pelo pitoresco da aldeia, e pelo seu património gastronómico e ambiental.

Actividades Principais

Agricultura de subsistência; produtos agro-alimentares (mel e aguardente de medronho); artesanato e restauração.

História

Os mais antigos testemunhos da ocupação humana na zona remontam ao Neolítico (Grutas Igrejinha dos Mouros e Salustreira).

Encontramos ainda uma mina de cobre da Idade do Bronze e vestígios de ocupação romana e islâmica.

Desconhece-se a origem do topônimo Querença. A tradição popular atribui-lhe o significado de afecto, amor, boa vontade em que perante a hipótese de anexação de freguesia de Querença à de Salir, os moradores permaneceriam na sua querença desejando a autonomia administrativa.

José Hermano Saraiva escrevia “Querença: é um querer tão forte e tão caloroso que até parece que o destino os ouvia e deu á terra em que nasceram o nome de Querença, de tanto bem que lhe querem”.

No inicío do séc. XVI Querença era uma pequena localidade da freguesia de S. Clemente de Loulé.

Como outras localidades algarvias a pequena povoação conheceu um assinalável crescimento econômico durante a epopeia dos descobrimentos sendo elevada à categoria de sede de freguesia em meados de quinhentos. Em 1554 aparece designada como freguesia de Nossa Sr.ª da Assunção de Querença.

No final do séc. XX, a freguesia viu reduzida a sua área geográfica dada a criação da recente freguesia da Tor.


Património Cultural

Igreja Matriz Nossa Sr.ª da Assunção
Este edifício, com origem no século XVI, possui uma fachada com um belíssimo portal Manuelino (século XVI) e um portal lateral da mesma época. No interior encontramos uma pia-baptismal do mesmo período. O Altar da capela-mor e capelas laterais com retábulos de talha dourada constituem bonitos exemplares da período barroco. Entre as imagens merecem destaque uma Virgem e uma Nossa Sr.ª da Assunção, do século XVII. O terramoto de 1755 causou algumas ruínas na igreja, cujas reparações foram efectuadas nos anos seguintes, sendo desa época a torre sineira.
Do séc. XIX datam o presente frontão da fachada principal do edifício e a janela emoldurada.



Cruzeiro
No largo da Igreja, encontra-se um interessante Cruzeiro, construído integralmente em cantaria assente sobre uma rocha calcária e embelezado com um canteiro circular, provavelmente do século XVI.

Ermida Nossa Srª. do Pé da Cruz
Situada a poente da Igreja Nossa Sr.ª da Assunção, Remonta ao séc. XVII. Constitui um testemunho do estilo chão na arquitectura algarvia. Recentemente restaurada. Hoje em dia é utilizada como espaço funerário.

Moinho Ti Casinha
O pólo museológico situa-se num antigo moinho de água. Óptima vista sobre a serra e ribeira da Mercês. Organizam circuitos pedestres, passeios ao luar, serões culturais, desfolhadas, e outras actividades.


Património Natural

Fonte Benémola
Considerado Sítio Classificado, é um local de paisagem aprazível atravessado pela ribeira da Menalva. Nas suas margens existem algumas espécies vegetais pouco comuns no Algarve - salgueiros, freixos, choupos, tamargueiras e canaviais. Nas encostas do vale, predomina a vegetação típica do Barrocal Algarvio como o alecrim, o rosmaninho, o tomilho, a esteva, o zambujeiro, o sobreiro e a alfarrobeira. Entre a fauna destacam-se a lontra, a grande diversidade de aves e algumas colónias de morcegos.


Na área do parque situam-se as grutas da Salústreira Menor e Salústreira Maior.

As grutas datam do periodo Neolítico e tratam- -se de Grutas Naturais. Aqui foram encontrados vestígios pré-históricos (ex. alguma cerâmica grosseira).

Possuem várias divisões, com uma abóbada de pedra sustentada por colunas. Na caverna da Salustreira Menor encontra-se uma pedra com 1 metros de altura denominada pelo povo de Moura Encantada. Actualmente encontram-se bastante degradadas.

Este local possui ainda uma área de recreio e piquenique junto dos olhos d´água / nascentes (com propriedades terapêuticas reconhecidas).

Fonte Filipe
Fonte situada no curso da Ribeira das Mercês. Área protegida por densa vegetação, equipada com bancos e mesas em pedra e espaço de estacionamento. Zona de lazer, cuja água das fontes tem propriedades terapêuticas reconhecidas. Local onde se realiza a festa do 1º de Maio organizada pela Junta de Freguesia.


É também local de partida ou chegada para um dos mais belos passeios pedestres que pode se realizar ao longo da Ribeira das Mercês.


Produtos Locais

Ao longo do Vale da Ribeira da Menalva ainda existe a arte tradicional da cestaria de cana.

O fabrico de bonecas de trapos é uma arte que tem vindo a destacar-se. As bonecas têm cerca de 25 cm de comprimento e são vestidas e calçadas a rigor, com os trajes tradicionais. As suas figuras representam várias profissões típicas e antigas.

Em Pombal, perto de Querença, fazem-se deliciosos gelados, usando só produtos naturais.

É também nesta freguesia que se destila um dos mais afamados medronho e se produz o mais apreciado chouriço, para além de outras tipicidades.

A Festa das Chouriças (Festa de S. Luís), constitui, entre outros, um dos pontos altos das festividades em honra dos produtos tradicionais locais.

Licores utilizando os mais variados produtos da zona, bem como compotas caseiras e mel são outros dos produtos que bem afamam esta freguesia.


Gastronomia

Em Querença encontramos uma gastronomia típica que os restaurantes locais conservam o mais genuinamente possível. São pratos típicos de Querença, entre outros, a Galinha Cerejada, o Galo de Cabidela e o Xerém (as papas do milho, prato de origem árabe).

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Gastronomia Algarvia - Sopa de Cação

Ingredientes:

Para 4 pessoas

600 grs de cação ;
2 dentes de alho ;
1 folha de louro ;
1 dl de azeite ;
60 grs de farinha ;
1 molho de coentros ;
200 grs de pão caseiro ;
vinagre q.b. ;
sal q.b.


Confecção:
Limpe o cação, lavando-o bem em água fria. Corte em postas pequenas.
Lave e pise os coentros juntamente com os alhos descascados.
Leve um tacho ao lume. Deite o azeite, os coentros e os alhos pisados, a folha de louro e o vinagre. Deixe refogar, sem queimar o alho.
Deite a farinha dissolvida em água, fervendo até cozer formando um líquido espesso e saboroso.
Junte o cação e deixe continuar a fervura até este cozer. Tempere com sal.
Entretanto, corte o pão em fatias pequenas e finas e distribua pelos pratos.
Deite o conteúdo do tacho sobre o pão que se encontra nos pratos e polvilhe com coentros picados.

Conselho: Se desejar, em vez de colocar o pão nos pratos poderá servi-lo à parte.


domingo, 26 de maio de 2013

Saúde e Bem-Estar no nosso Algarve - Yoga


Para mais informações sobre a prática de Yoga no Algarve, inscreva-se no grupo do facebook Saúde e Bem-Estar no nosso Algarve e contate diretamente com alguns dos professores e praticantes desta prática oriental que se encontram inscritos nesse grupo.


O Yoga é uma antiga prática originária da Índia, que consiste na união e equilíbrio entre o corpo e a mente.


Através do auto-conhecimento e da perfeita integração com o mundo exterior, o Yoga leva a um estado de harmonia, paz e serenidade.

Para que se possam sentir os seus benefícios, a sua prática deve ser regular.

Aconselham-se, pelo menos, três aulas de uma hora por semana. Estes benefícios serão ainda maiores se se praticarem diariamente, em casa, algumas das técnicas aprendidas nas aulas.

Com apenas uma sessão de prática já se sentem, no bem estar geral, alguns benefícios do Yoga. Após um mês já se sentirá a qualidade desta actividade e após três meses os seus benefícios gerais começam a sentir-se de forma clara e intensa. Passado um ano alcançam-se as conquistas mais duradouras.

São vários os benefícios desta prática, benefícios esses que farão parte da vida física, mental, emocional, espiritual e não só.




Benefícios Físicos do Yoga

  • A nível físico, o Yoga proporciona um corpo saudável e bonito, dando sensação de bem-estar e alegria de viver. Além disso, podemos salientar alguns benefícios físicos:
  • Diminuição de dores, devido ao aumento da produção de endorfina no corpo
  • Aumento da imunidade
  • Normalização de peso
  • Melhoria de quadros de insónia e depressão
  • Aumento da força e vigor
  • Melhoria da postura, diminuindo dores nas costas
  • Normalização das funções glandulares
  • Aumento da flexibilidade das articulações, dos músculos e tendões
  • Melhoria nas funções digestiva e gastro-intestinal
  • Aumento da eficiência respiratória
  • Aumento da eficiência cardio-vascular
  • Normalização da pressão sanguínea
  • Aumento das ondas Alfa no EEG
  • Equilíbrio da estabilidade das funções do sistema nervoso autónomo
  • Alívio da fibromialgia
  • Desaceleração da pulsação cardíaca
  • Minimização da respiração por minuto, aumentando a vitalidade e longevidade
  • Intensificação da desintoxicação orgânica


Benefícios Mentais do Yoga

  • A nível mental, ao oxigenar fortemente o cérebro, o Yoga estimula a concentração, o discernimento e a serenidade ao reduzir e anular o “stress” do dia a dia. Aumenta também a eficácia da mente ao proporcionar capacidade para tomadas de decisão rápidas e inspiradas. Outros benefícios a nível mental serão:
  • Aumento da memória, concentração e nível de consciência voluntária
  • Aprendizagem mais eficiente
  • Diminuição da ansiedade
  • Aumento da percepção global e centrada
  • Diminuição da hostilidade, depressão e ansiedade
  • Melhoria da percepção dos movimentos do corpo
  • Mais estabilidade e equilíbrio mental e emocional
  • Aumento do bem estar com melhores estados emocionais
  • Diminuição das dependências psicológicas
  • Maior integração social
  • Aumento da paz interior
  • Estimulação do potencial latente
  • Diminuição da letargia mental
  • Ajuda a desenvolver uma atitude positiva em relação à vida
  • Benefícios do Yoga Para as Funções Psico-motoras

O Yoga também contribui para aprimorar as funções psico-motoras ao melhorar o equilíbrio, a função cognitiva, as funções integradas do corpo e a coordenação motora. Esta prática contribui para o aumento da firmeza, destreza de habilidades, força de apreensão e percepções aprofundadas.


Benefícios Bioquímicos do Yoga

Podem também obter-se benefícios bioquímicos importantes na defesa contra o envelhecimento e doenças degenerativas, tais como:
Diminuição da glicose, sódio, triglicerídeos e catecolamina
Queda do colesterol total, aumento do colesterol HDL e diminuição do colesterol VLDL e LDL
Aumento da hemoglobina, tiroxina, proteínas séricas totais, vitamina C e contagem de linfócitos.


Benefícios Emocionais, Morais e Espirituais do Yoga

A nível emocional, a prática do Yoga reduz as questões emocionais à sua verdadeira dimensão. Desenvolve também a maturidade para resolver os assuntos de forma serena e com um consumo de energia mínimo.

Moralmente, desenvolve os princípios éticos e morais indispensáveis à auto-realização do SER e do relacionamento com os outros transmitindo valores como a paciência e o perdão.

Espiritualmente, esta prática constrói a consciência do corpo, dos sentimentos, do mundo ao redor e das necessidades dos outros. Ao fomentar a interdependência entre corpo, mente e espírito o Yoga ensina a viver o conceito de “unicidade”.


sábado, 25 de maio de 2013

Corrida ao ouro no Guadiana

Uma empresa vai avançar com a prospeção de ouro e prata junto ao rio Guadiana.
A Bolt Resources requereu a atribuição de direitos de prospeção de depósitos minerais de ouro e prata em Alcoutim, Castro Marim e Mértola, numa área com 576 quilómetros quadrados.


Segundo um aviso publicado ontem no Diário da República, a empresa Bolt Resources PTY LTD requereu a atribuição de direitos de prospeção e pesquisa de depósitos minerais de cobre, zinco, chumbo, estanho, volfrâmio, antimónio, ouro e prata, numa área chamada Alcoutim.
Há cerca de seis anos, cientistas da Universidade do Algarve que estudavam os sedimentos no estuário do Guadiana, na zona de Castro Marim, descobriram partículas de ouro.